[image_with_animation image_url="2601" alignment="center" animation="None" box_shadow="none" max_width="100%"]

Feita a pausa natalícia por terras frias da Europa, como a Suécia e a Holanda, está na altura de me meter de mochila às costas outra vez. Comecei a pensar e, como está complicado para se desenhar nas ruas pois as aguarelas não secam e uma hora parado congela-me os ossos, cheguei à brilhante conclusão que preciso de estar em ambientes mais acolhedores!

Vai daí lembrei-me, caneco porque não ir de Amesterdão a Montpelier à boleia.
(Montpelier porque foi o destino onde fiquei). E o que é que isto tem de “ambientes mais acolhedores”?
As boleias, as pessoas, as conversas e aventura! Está lá tudo.

A seguir a este pensamento, veio o típico «não sejas estúpido pá, não tens experiência nenhuma e vais-te meter numa alhada que depois não te sabes safar. Não tens tenda nem saco-cama e com o tempo como está, não é nada agradável dormir ao relento.» Mas quanto mais o temia, mais o queria fazer. Começaram as perguntas e em seguida as normais pesquisas na net. Dicas e mais dicas, e a vontade de o fazer a aumentar. As respostas, muitas vezes, não me satisfaziam e ficar pelo lado seguro não me deixa nada satisfeito.

Trajecto

Amesterdão, Holanda
Utrecht, Holanda
Roterdão, Holanda
The Hague, Holanda
Eindhoven, Holanda
Dusseldorf, Alemanha
Frankfurt, Alemanha
Ellwangen, Alemanha
Freiburg, Alemanha
Dijon, França
Murianette, França
Montpellier, França

O Sr. Google diz que é um total de 2000km. Eu, digo que não faço ideia, mas que apetece-me despejar as mochilas e levar ainda menos coisas.

Material

Dois sketchbooks A4 e A5 inteiramente dedicado a esta aventura.
Duas mochilas com um peso total a rondar os 20kg… irra!!
E um cartão para pedir boleia!

Preparação

Qual preparação? Onde é que se aprende a andar à boleia?
Há coisas que só quando nos metemos a fazê-lo é que aprendemos. Esta é uma delas.
Estares feliz contigo próprio, muita boa música, um mapa e um bom livro é tudo o que preciso!
O resto irá fazer-me ver, conhecer, crescer e claro desenhar!

Na cabeça levo a ideia de que tudo isto irá pedir muito quilometro a pé, muita rejeição, muita energia e desinibição.
Sábado dia 12 começa aventura!


Luís Simões

Portuguese traveler and illustrator on a world sketching tour since 2012. Leaving comfort to enjoy a new life with the company of backpacks and sketchbooks, made me build this website and share it with all of you.

All author posts
Support the project

Help us to continue to share our experiences

We believe that sharing our experience is a good way to inspire and bring awareness to a meaningful life. While traveling we like to document and share our sketches, digital books, and short movies with everyone. We want to continue sharing it so we thought of creating some ways for you to grant us essential support.

Related Posts

Privacy Preference Center