Lituania – O regresso

Written by Luis on . Posted in Europe Trip, WST

Vou pregado à janela do autocarro a ver se os vejo. Há mais de 3 semanas que estamos longe e à medida que a distância se encurta, mais aumenta a emoção em dar-lhes um abraço. Não tanto pela falta que me fazem, mas pelo que significa estarmos juntos nisto. «Dentro de momentos chegamos à estação central de Vilnius. Confirmem que recolhem os vossos bens. Agradecemos a vossa escolha dos nossos serviços e esperamos que tenha feito uma agradável viagem connosco.» diz o condutor num inglês manhoso. Estão ali, ahah! Para não variar, o meu pai de máquina na mão pronto a guardar o momento e a minha mãe já de lábio a tremer, pronta a chorar. «Caraças, só passaram meia dúzia de dias e parece uma eternidade!» diz a minha mãe num abraço comovido. «…verdade, imagina quando for para a Ásia como vai ser?!» digo eu. A minha mãe franze a cara e olha para o outro lado, segurando as lágrimas. «Então pá, dá cá um abraço! Portaste-te bem ou quê? Estas bom?» pergunta o meu pai, ainda de video ligado. Foi bom reve-los satisfeitos e com mil coisas para partilhar. Já disse aqui e repito que não sou uma pessoa saudosista, mas os bons momentos desta viagem, já fizeram as suas marcas e obrigou-nos a uma partilha inesquecível. Significa ainda, estar com quem me conhece, fala a mesma língua e larga gargalhadas expontâneas.

Vilnius, Lithuania

 

Vilnius

Chouriços, orelha de porco, carnes e couves cozidas com molhos envinagrados, pão e muita cerveja a bom preço. Insufláveis, com putos aos saltos, todos eles loiros, todos transpirados e com as bochechas rosadas. Três palcos temáticos com música ao vivo e gente ao magote para os ouvir. Barracas e barraquinhas com tudo o que é para consumir em Vilnius. Cerveja produzida de pão, doces do mais variado aspecto e sabor. Da enorme furgoneta, com uns rodados que me dão pelo ombro, saem às carradas, hambúrgueres e cachorros quentes. Um cheiro abundante a fritos e grelhados propaga-se por toda a avenida central. Foi assim durante todo o fim-de-semana em Vilnius.
No topo existem os vestígios de umas muralhas e, ainda mais para cima, uma cruz branca com a melhor vista panorâmica sob toda a cidade. Soube bem percorrer, na maioria das vezes, as ruas desertas onde facilmente encontrei motivos para desenhar.

Luis

If you want to keep in touch follow the Facebbok Fan Page or see more photos on Flickr.

Comments (2)

  • Clara Amorim

    |

    Viva, Luís!
    Que bom saber que a tua viagem vai sendo aconchegada por estes miminhos…! Devem saber tão bem…!!!

    Abraço.
    Clara

    Reply

  • Jorge Pinto

    |

    Gostei da entrevista da SIC, Parabéns e muita inspiração.
    Abraço.

    Reply

Leave a comment